LOGO TABERNA.jpg

A Taberna do Areal é uma típica tasca de bairro situada em Alenquer no Histórico Bairro do Areal. Dispõe de 24 lugares sentados, e uma esplanada típica e acolhedora com 36 lugares. A nossa cozinha é inspirada nos sabores Ibéricos, apostando nos presuntos e enchidos Ibéricos, queijos tradicionais, uma variada lista de tapas, carnes e peixes seleccionados grelhados no carvão. Todos os dias o nosso cliente tem ao seu dispor um prato do dia coincidente com a época do ano. A Taberna do Areal é uma casa de referência em vinhos. Os nossos vinhos são servidos em copos adequados e a temperaturas correctas. Nos vinhos maduros a nossa oferta é exclusivamente vinhos de Alenquer (Lisboa), onde pode encontrar mais de 15 Quintas produtoras do Concelho. Pode pedir informações sobre a realização de um WINE TOUR. Depois de provar os nossos excelentes doces caseiros, tem ao seu dispor uma extraordinária lista de Vinhos do Porto. Entre os Ruby`s, LBV`s, Vintage`s e Tawny`s encontra várias opções das melhores Quintas do Douro. Taberna do Areal, um local em Alenquer onde queremos que os nossos clientes se divirtam e desfrutem dos prazeres que a gastronomia nos proporciona. A temática dos vinhos e a história de Alenquer são base da decoração deste espaço ímpar em Alenquer.

  • Facebook - Círculo Branco
  • Twitter - Círculo Branco
  • YouTube - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle

Bem vindo à Taberna do Areal com a LISBON VALLEY TOURS

10666053_1485013421763928_10319931417202

O regresso do chefe João Simões às origens (Alenquer) resultou num restaurante cosmopolita e descontraído onde a cozinha tradicional ganha nova dimensão. Por Nelma Viana

 

A história do restaurante Casta 85, para ser bem contada, não pode ser dissociada da história de sucesso do homem que assume o comando da cozinha. Falamos de João Simões, chefe que aos 29 anos, já leva mais de uma década entre tachos - 14 anos para sermos mais precisos.

Comecou por estudar Artes e acabou por desenvolver um talento para o desenho que ainda hoje se mantém, de tal modo que antes de experimentar uma receita faz um esboço em papel do resultado que idealiza. E nunca falha. Diz o próprio que "se é possível transpor a ideia para o papel, está garantido que é possível servi-la". Mas, adiante. Trocou as artes plásticas pela culinária e acabou por concluir os estudos na Escola de Hotelaria e Turismo, de onde sai para para estágio na Bica do Sapato e, mais tarde no Ritz, onde se manteve durante seis anos.

Foi convocado para a Seleção Nacional de Cozinha e arrecadou o título de campeão do mundo. Depois disso, e após 2 anos entre o Altis Belém e a função de chefe-executivo do Bistrô 100 Maneiras, ambos em Lisboa, regressou a casa, em Alenquer, para dar forma a um projeto pessoal que vinha a ser desenhado há já alguns anos. Juntou-se com um sócio abriu o Casta85, um restarante cujo nome remete, simultaneamente, para o ano de nascimento do chefe e para a importância de um bom vinho como peça essencial a uma refeição memorável. A garrafeira, aliás, aposta em monocastas

Ocupou um edifício centenário de Alenquer, virado para o rio, que organizou e decorou a braços, peça a peça, para que cada canto contasse uma história. A cozinha aberta é espaço de partilha entre clientes e funcionários - chefe incluído - e a sala de jantar panorâmica, toda em vidro, convida a uma refeição demorada ou a um copo ao fim da tarde. Com uma equipa de 13 pessoas, à qual se mantém fiel, construiu mesas e balcões, restaurou cómodas, estofou cadeiras, montou candeeiros feitos de garrafas de vidros e abriu uma casa à sua medida: ambiciosa e requintada, mas sem pretensão.

À mesa, a mesma premissa: uma carta que alia o tradicional com a cozinha de autor, dando espaço à clássica cozinha de panela e à vertente petisqueira (que merece especial atenção na carta), e a um menu de degustação criado na hora.

Para picar, a Salada de bacalhau com coentros (€5,50) ou as Moelas estufadas com tomate (€5) são ótimas escolhas para abrir o apetite, mas quando o assunto é comer a sério, vale a aposta na original Canja de bacalhau com ovo escalfado e poejo(€6), ideal para abrir as hostilidades para um muito recomendável Carpaccio de pato recheado com foie gras(€7,50).

Ainda mais a sério, empate técnico entre o Pregado corado com açorda cremosa de camarão e salada de tomate (€17,50) e a Coxa de pato confitada com risoto de cogumelos (13,50€). Em caso de dúvida, o Hambúrguer de novilho com ovo estrelado (9,50€) nunca desilude.

Na sobremesa, peça ajuda ao chefe e deixe-se surpreender, há sempre coisas novas. O truque, aqui, é confiar em quem sabe e deixar-se surpreender.

Bem vindo ao Casta 85 com a LISBON VALLEY TOURS